• Bruna Moraes

[Homeland] O transtorno bipolar de Carrie

Atualizado: 4 de Jun de 2020


É comum pensar na bipolaridade como apenas uma oscilação de humor. Mas esta condição vai muito além de simples passagens de um estado de espírito para o outro. A personagem Carrie Mathison do seriado Homeland mostra como a bipolaridade pode ser intrigante, exibindo detalhes nada óbvios desta condição como por exemplo: ideias de grandiosidade e invencibilidade, comportamento excêntrico, ocorrências em que a fala desorganizada e rápida pode até dar a impressão de loucura.

Experimente por um momento estar na pele de Carrie Mathison explorando seus sintomas:

Aumento da auto estima

Certa vez, enquanto se recuperava de uma crise, contou a seu amigo Saul que ela, em seu tempo de faculdade, escreveu um manifesto sobre a reinvenção da música. Naquele momento ela explicava à ele até que ponto a sua percepção pode se distorcer: naquele episódio da faculdade ela teve uma percepção muito grandiosa de si mesma, a ponto de achar que havia descoberto algo que nem Beethoven poderia ter sonhado, talvez.

E é isso que pode acontecer nas fases maníacas da doença. São fases em que a pessoa sente muita euforia e uma percepção de si mesmo que não corresponde à realidade, elevando suas características ou feitos e até acreditando ser invencível e grandioso. Este comportamento pode ser confundido com arrogância, mas o que se esconde por trás dele é uma ideia delirante que foi desencadeada por algum evento externo e pelo próprio organismo.

Insônia

A insônia ou diminuição do sono é um fator muito comum na condição bipolar. Seja na fase de euforia ou de baixa de energia, a necessidade de dormir é diminuída. O pai e a irmã de Carrie sempre cobram dela noites de sono e uma rotina, e com razão: estes são dois fatores muito importantes que levam o bipolar ao equilíbrio e saúde.

Logorréia

A logorréia é uma produção verbal muito rápida. A pessoa pode falar tão rápido que a lógica da sua fala se perde e tudo que se ouve parece não ter sentido. Na primeira temporada, enquanto Carrie se recupera do incidente da explosão de uma bomba, sua fala é contínua e aparentemente sem conexões. Por mais que ela fale não consegue expressar o que passa pela sua cabeça. Mais tarde seu amigo Saul descobre as ligações por trás de sua fala ilógica: ela havia organizado os documentos por cores e elas representavam uma linha do tempo à respeito do caso.

Agitação psicomotora

É comum se sentir irritado e impaciente. Um comportamento mais conhecido como "pavio curto". A fase na qual o bipolar se sente eufórico também pode acompanhar uma falta de controle de seus impulsos. A falta de controle de seus impulsos também podem estar presentes na sexualidade, promovendo desinibição e até podendo levar os indivíduos a comportamentos inadequados, coisas que não faria habitualmente.

#blogdaterapia

221 visualizações0 comentário

Bruna Moraes
Psicóloga

Rua Silvia, 383 Bela Vista São Paulo - SP 01331-010

Contato: (11) 99017-6680

domingo

segunda-feira

terça-feira

quarta-feira

quinta-feira

sexta-feira

sábado

Fechado

08:00 – 20:00

08:00 – 20:00

08:00 – 20:00

08:00 – 20:00

08:00 – 20:00

08:00 – 13:00