• Bruna Moraes

Brasileiros Morando na Polônia: Como Fica a Saúde Mental e Emocional?

Atualizado: 4 de Jun de 2020

A Polônia tem sido uma escolha interessante para o brasileiro migrante por ser um país que cresce e pelas opções de trabalho. O brasileiro que opta por sair do subemprego encontra ofertas de emprego que se adequam mais aos seus estudos na Polônia. Este país se torna um pouco um lugar de passagem, onde o migrante pode conseguir cargos em multinacionais para preencher seus currículos e depois alçar vôo para outros países.



A aquisição de experiências, sejam profissionais ou de vida, parece ser o que a Polônia tem de mais atraente a oferecer ao migrante brasileiro. Além disso, na Polônia se pode ver paisagens lindas e ser bem recebido por seu povo.



Os Pontos Positivos de Morar na Polônia

Estes são pontos que também podem influenciar o estado psíquico e emocional do migrante. Podemos deduzir pela lista abaixo que o brasileiro pode no mínimo se sentir um pouco mais incluso socialmente, o que influencia uma auto imagem mais saudável.


  • Muita oferta de emprego

  • Possibilidade de sair de um subemprego e atuar na sua especialidade

  • Aluguel e bens de consumo mais acessíveis

  • Empresas polonesas investem na saúde do funcionário (inclusive mental)

  • Aquisição de novas experiências

  • Recebem bem os brasileiros

  • Educação nas relações

  • Respeito às mulheres


Os Pontos Negativos de Morar na Polônia

Assim como os pontos positivos, os negativos também podem influenciar o estado psíquico e emocional do brasileiro migrante.


  • Os poloneses tem uma cultura de debate: Um pouco diferente da cultura brasileira que acolhe e releva. O brasileiro pode ficar com a impressão de que o polonês sempre quer ter razão ou se julga o dono da verdade

  • Não costumam falar sobre sentimentos: Isso pode tornar um pouco difícil a construção de vínculos mais profundos além de não dar muito espaço para a expressão de sentimentos típica do brasileiro.

  • Os poloneses aparentam ser mais tristes: Há uma taxa alta de suicídio no país.

  • Educação repressora: Que faz com que o polonês não esteja muito aberto para experimentar novas ideias ou vivências.

  • O clima: É um país que pode ser extremamente frio, algo que também pode moldar as relações causando mais distanciamento.

  • A língua é difícil: O que pode tornar as relações mais complicadas e superficiais.

  • Saudade: Ela não é exclusividade de Polônia, mas pode fazer com que o migrante viva grande sofrimento.


Quais Questões Psicológicas/Emocionais o Brasileiro pode Viver na Polônia?


Isolamento


Tanto social como emocional. É certo que o povo da Polônia dá espaço para que o brasileiro se sinta aceito. Mas por conta da língua, estilo de educação e clima emocional não é tão fácil se vincular com pessoas. As relações humanas são fator muito importante para a saúde mental e emocional de alguém. O isolamento pode causar sintomas depressivos e/ou ansiosos, tudo vai depender de como a estrutura psíquica de cada um reage às novas experiências na Polônia.


Carência Emocional


O brasileiro pode ansiar pela proximidade, olho no olho e humor do seu país. A polônia pode não oferecer todos os "nutrientes emocionais" dos quais os brasileiro precisa para estar em equilíbrio emocional. E se já houverem questões psíquicas e emocionais passadas da pessoa que migra, novamente teremos maior incidência de sintomas depressivos e/ou ansiosos.


Luto


Não é comum associar a saudade com o luto. O falto é que a saudade é a definição da dor pela perda de algo, mesmo que este algo ainda viva ou exista. Morar em outro país é perder de alguma forma a rotina, as pessoas e lugares que constroem que se é. Sendo assim, a saudade que o migrante sente é um luto pelo que foi perdido e que faz parte de quem ele é. É essencial que se deixe viver o luto, apenas assim é possível elaborá-lo e solucioná-lo para que a dor possa ser aliviada.


A Terapia Online para Brasileiros Morando na Polônia


É uma possibilidade para quem procura por um tratamento mais efetivo. O psicólogo que compartilha a mesma língua e cultura de origem pode criar um ambiente terapêutico que viabiliza maior compreensão e acolhimento. A terapia online serve não só para questões sobre a adaptação do migrante em outro país mas também para questões mais profundas que podem ter raízes diversas. Gostaria de experimentar? Marque uma consulta hoje.


81 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo